Nosso Proposito é 1 Bilhão de Almas Para Cristo!

DownLivre

A ASSEMBLEIANA MARINA SILVA PODE SER A PRIMEIRA EVANGÉLICA PRESIDENTE DO BRASIL


Maria Osmarina Marina Vaz de Lima nasceu em 8 de fevereiro de 1958, na cidade de Rio Branco, capital do estado do Acre. Filha de Pedro Augusto da Silva e Maria Augusta da Silva. É política, formada em História, com dois mandatos de senadora. Aos 39 anos se tornou evangélica da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Acre. Com grande possibilidade de ser a primeira pessoa evangélica a ocupar o maior cargo executivo da nação (presidente).
Aos 15 anos foi levada para a capital, com uma hepatite confundida com malária. Teve a proteção do então bispo do Acre, Dom Moacyr Grechi, que a acolheu na casa das irmãs Servas de Maria. Analfabeta, foi matriculada no Mobral, projeto de alfabetização do regime militar. Seu primeiro emprego foi de empregada doméstica.
Estudou no colégio Natalino S. Brito, realizou supletivo no 1° e 2° Graus e se formou em História na Universidade Federal do Acre. Estudou Metodologia em Técnicas em Ciências Sociais na Universidade Federal do Acre.
Foi professora na rede de ensino de segundo grau e engajou-se no movimento sindical. Foi companheira de luta de Chico Mendes e com ele fundou a Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Acre em 1985, da qual foi vice-coordenadora até 1986. Nesse ano, filiou-se ao Partido dos Trabalhadores (PT) e candidatou-se a deputada federal, porém não foi eleita.
Foi eleita vereadora no ano de 1989; deputada estadual em 1991; e eleita para o primeiro mandato de senadora em 1995, cumprindo o mandato em 2003, sendo reeleita no mesmo ano.
Em sua primeira eleição ao senado, alcançou a cadeira aos 36 anos de idade, pelo Partido dos Trabalhadores (PT), como representante do estado do Acre. Marina Silva foi a senadora mais jovem a chegar ao senado.

Em seu segundo mandato, decorrente até 31 de janeiro de 2011, licenciou-se do cargo de 2003 a 2008, para assumir o Ministério do Meio Ambiente, em projetos implementados nos dois mandatos presidenciais do presidente Lula.
Retirou-se do ministério, logo ocupado por Carlos Minc, em 13 de maio de 2008. Depois de se retirar, passou a compor as comissões de Meio Ambiente, Constituição e Justiça e o Fórum da Mundial das Águas. Agora seu pleito é ser presidente do Brasil, contando com as orações e os votos dos evangélicos.
SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial