Nosso Proposito é 1 Bilhão de Almas Para Cristo!

DownLivre

O Que Significa o Ano Aceitável do Senhor?


Senhor Jesus  Vem …

Lord Jesus Christ  Comes...





Jesus  está  Voltando ...





O Que Significa o Ano Aceitável do Senhor?
Luciano Rogerio de Souza

A apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes (Is. 61.2).
Foi o profeta Messiânico Isaias que proferiu esta expressão ou profecia. Isto fazia uma referencia ao Ano do Jubileu. Ou seja, de cinquenta em cinquenta anos deveria observar estas ordenanças. Mas os israelitas não respeitavam o Jubileu. Analisemos o que deveria ser feito neste ano (Lv. 25. 8-55):
- o solo deveria ficar sem plantação, ou seja, sem qualquer atividade humana
- a terra deveria retorna aos antigos donos
- os escravos hebreus tinham que se libertos
- era o ano de compartilhar as riquezas (farturas) com os pobres e necessitados
O Jubileu em outras palavras era o socorro de Deus para com os escravos, endividados, excluídos, etc.
O ano aceitável do Senhor se materializou na pessoa de Jesus Cristo. Ele veio libertar os escravos do pecado e do diabo, informação que a Igreja tem que proclamar. Os seguidores de Cristo devem no Jubileu (dispensação da graças) anunciar de alto e bom som, que a humanidade necessita retornar ao seu primeiro Dono/Criador por meio de Cristo.
Os cristãos devem compartilhar suas riquezas, tanto espiritual e material. Partilhar com os pobres e necessitados o gozo da salvação. Dividir a informação que não há salvação em outra pessoa a não ser em Jesus.
Por fim, a igreja não pode esquecer que o Jubileu é santo. Pois os antigos judeus não podiam trabalhar neste ano, ou seja, não podiam cultivar a terra. Da mesma forma, os cristãos devem santificar o período da graça, buscando o Reino de Deus em primeiro lugar. Os dias são difíceis e muitos estão correndo mais atrás das coisas do mundo do que as de Deus. Esquecendo que Jesus está voltando e precisamos com urgência anunciar o Ano Aceitável aos pecadores. Mas como os hebreus, a maioria dos cristãos, não respeitam o Jubileu (não proclamam o Evangelho).


¿Qué significa el año de gracia del Señor?
Luciano Rogerio de Souza

A predicar el año agradable del Señor y el día de venganza de nuestro Dios, consolar a todos los que llorar (Isaías 61:2).

Fue el profeta Isaías mesiánico que pronunció este discurso o profecía. Esta fue una referencia al Año Jubilar. Es decir, cada cincuenta años deben observar estas ordenanzas. Pero los israelitas no cumplir con el Jubileo. Tenga en cuenta lo que debe hacerse este año (Lev. 25 8-55.):

- El suelo debe estar sin siembra, es decir, sin ningún tipo de actividad humana
- La tierra debe volver a sus antiguos propietarios
- Los esclavos hebreos tuvieron que ser liberados
- ¿Fue el año para compartir la riqueza (buñuelos) con los pobres y necesitados

El Jubileo es decir, fue la ayuda de Dios a los esclavos, los deudores, eliminar, etc.

El año del Señor se ha materializado en la persona de Jesucristo. Él vino a liberar a los esclavos del pecado y el diablo, la información que la Iglesia tiene de proclamar. Los seguidores de Cristo están en el Jubileo (dispensa de las gracias) para anunciar en voz alta que la humanidad necesita para volver a su antiguo propietario / Creador a través de Cristo.

Los cristianos deben compartir su riqueza, tanto espiritual como material. Compartir con los pobres y necesitados la alegría de la salvación. Divide la información de que no hay salvación en otra persona, excepto Jesús.

Por último, la Iglesia no puede olvidar que el jubileo es santo. Para los Judios antiguos no podía trabajar este año, lo que significa que no podía cultivar la tierra. Del mismo modo, los cristianos deben santificar el período de gracia, buscar el Reino de Dios en primer lugar. Los días son difíciles y muchos más se están ejecutando después de que las cosas del mundo que de Dios. Olvidando que Jesús viene y necesitamos con urgencia de proclamar a los pecadores año aceptable. Pero a medida que los Judios, la mayoría de los cristianos no obedecen al Jubileo (no anunciar el Evangelio).


What Does the Acceptable Year of the Lord?
Luciano Rogerio de Souza

To proclaim the acceptable year of the Lord and the day of vengeance of our God, to comfort all that mourn (Isaiah 61:2).

It was the Messianic prophet Isaiah who delivered this speech or prophecy. This was a reference to the Jubilee Year. That is, every fifty years should observe these ordinances. But the Israelites did not comply with the Jubilee. Consider what should be done this year (Lev. 25. 8-55):

- Soil should be without planting, ie without any human activity
- The land should return to their former owners
- The Hebrew slaves had to be freed
- Was the year to share the wealth (fritters) with the poor and needy

The Jubilee in other words was the help of God to the slaves, debtors, deleted, etc..

The year of the Lord has materialized in the person of Jesus Christ. He came to free the slaves of sin and the devil, information that the Church has to proclaim. The followers of Christ are in the Jubilee (dispensation of graces) to announce loudly that humanity needs to return to their former Owner / Creator through Christ.

Christians should share their wealth, both spiritual and material. Sharing with the poor and needy the joy of salvation. Divide the information that there is salvation in another person except Jesus.

Finally, the church can not forget that the Jubilee is holy. For the ancient Jews could not work this year, meaning they could not cultivate the land. Likewise, Christians should sanctify the period of grace, seeking the Kingdom of God first. The days are difficult and many more are running after the things of the world than of God. Forgetting that Jesus is coming and we need urgently to proclaim the Acceptable Year sinners. But as the Jews, most Christians do not obey the Jubilee (not proclaim the Gospel).




SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

2 comentários:

  1. O ANO ACEITÁVEL DO SENHOR – 27/11/13
    Quando Jesus pregou na sinagoga de Nazaré onde fora criado; porque Jesus não nasceu em Nazaré como os judeus acreditavam, mas em Belém como estava escrito, foi-lhe dado o livro do profeta Isaías onde Jesus leu: (Lucas 4: 18 O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, 19 A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, A anunciar o ano aceitável do SENHOR.)
    Quando Jesus acabou de ler Ele disse: “Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.”
    Ora, Jesus era o Messias que havia de vir conforme Deus havia dito através do profeta Isaías em: (Isaías 61: 1 O Espírito do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; 2 A apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; 3 A ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê glória em vez de cinza, óleo de gozo em vez de tristeza, vestes de louvor em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem árvores de justiça, plantações do SENHOR, para que ele seja glorificado.)
    Portanto, este é o motivo pelo qual o Messias que é Jesus, o Cristo de Deus veio ao mundo.
    Portanto, Jesus veio nos evangelizar, ou seja: Ele veio anunciar as boas novas que é a boa notícia de que n’Ele, (em JESUS CRISTO) há perdão para os nossos pecados e redenção que é o ato de remir ou resgatar os cativos, ou libertar aquele que estava sendo escravizado.
    Como Isaías profetizou, Jesus veio “pregar liberdade aos cativos”.
    Mas quem nos escravizou?
    Os judeus também achavam que eram livres, pois quando Jesus lhes disse que se eles permanecessem na palavra de Jesus, verdadeiramente seriam seus discípulos e conheceriam a verdade, e a verdade os libertaria; E os judeus responderam à Jesus: (João 8: 33 Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres?)
    Jesus não estava dizendo de liberdade carnal, mas sim da liberdade espiritual a qual satanás nos aprisionou, pois quando satanás que é um anjo caído que se rebelou contra Deus e foi expulso do céu e jogado na terra; quanto este anjo caído convenceu Eva que levou Adão a também desobedecer à Deus, nós fomos afastados de Deus e escravizados por satanás que deturpou todo o planeta, pois os animais não tinham ferocidade e passaram a ter, o homem não tinha maldade e passou a ter, tanto é que Caim matou seu irmão Abel e daí em diante o caos tomou conta do nosso mundo e de nós mesmos.
    Mas JESUS veio nos resgatar, nos redimir, nos libertar do domínio do pecado e foi por isto que Jesus respondeu àqueles judeus que achavam que eram livres: (João 8: 34 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. 35 Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. 36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.)
    Hoje não é diferente; todo homem nasce escravo do pecado que herdamos de Adão o primeiro homem que era alma vivente. Mas quando cremos em JESUS o segundo homem que é Espírito vivificando, nós recebemos o Espírito Santo de Deus e passamos a ser também filhos de Deus como está escrito à respeito de todos quantos crêem, recebem e aceitam JESUS como seu único Senhor e Salvador: (João 1: 12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.)
    Portanto, hoje é o dia; hoje é o ano aceitável do Senhor; agora é o momento de aceitarmos JESUS CRISTO como nosso único Senhor e Salvador para sermos libertos e feitos também filhos de Deus e co-herdeiros juntamente com Jesus do reino que nos está preparado desde a fundação do mundo.

    ResponderExcluir
  2. O ano aceitável é a essência do ano sabático e do ano do jubileu.

    http://ameabiblia.blogspot.com.br/2014/09/o-ano-aceitavel-do-senhor.html

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial