Nosso Proposito é 1 Bilhão de Almas Para Cristo!

DownLivre

CULTURA DE SODOMA/GOMORRA MAIS CULTURA TECNOLÓGICA: CULTURA DO REINO DO ANTICRISTO (SERÁ A ULTIMA CULTURA DOS HOMENS)

Jesus is Lord and Savior will return ...
Senhor Jesus  Vem …











CULTURA DE  SODOMA/GOMORRA MAIS CULTURA TECNOLÓGICA: CULTURA DO REINO DO ANTICRISTO (SERÁ A ULTIMA CULTURA DOS HOMENS)

Aqui está a base desta nova “cultura” de  forma  reduzida,  pois  queremos  ser  objetivos! Que será (é) atraente e nociva ao homem! Vejamos  duas passagens bíblicas usadas como  nosso fundamento.   

E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.
Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.
Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.
E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;
Estando cheios de toda a iniquidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;
Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;
Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem (Romanos 1:23-32). -  E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão, uns para vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
Os que forem sábios, pois, resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça, como as estrelas sempre e eternamente.
E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará (Daniel 12:2-4).

Esta  será a  cultura  (mistura das  duas: cultura de sodoma/gomora e cultura tecnológica)  dominante  no  reino do anticristo ! Vamos  rever a  cultura de Sodoma e Gomorra.

A Origem e a Punição da Homossexualidade
Sodoma e Gomorra
         A história da destruição de Sodoma e Gomorra se encontra no livro de Genesis entre o capitulo dezoito versículo dezesseis ao capitulo dezenove versículo vinte e nove (Gn. 18.16 - 19.29). Segundo a Bíblia, Deus anuncia a Abrão a destruição de Sodoma e Gomorra (Gn. 18. 16 - 21). Ló sobrinho de Abraão morava em Sodoma, que implica preocupação por parte do tio.
         O significado da palavra Sodoma é incerto, mas para a maioria dos filólogos, deriva do Vale de Sidim, que na língua hitita quer dizer sal. Sua localidade como a de Gomorra ficava próximo ao Mar Morto. Já a palavra Gomorra parece significar submersão. A volta da cidade de Gomorra esta repleto de poços de betumes, que até hoje existem.
         De acordo com o relato bíblico, o extermínio das duas cidades originou de um pecado grave: a prática da homossexualidade pelos habitantes, praticada pelos velhos e pelos jovens (Gn. 18.20; 19.4). Até os anjos que foram enviados para avisar a Ló a destruição, foram constrangidos, forçados a realizar o costume das cidades (Gn. 19. 1 - 14). O anfitrião Ló para evitar aquele abuso para com os mensageiros enviados por Deus ofereceu suas duas filhas virgens (Gn. 19.4).
         A homossexualidade em Sodoma e Gomorra começou como moda, posteriormente se tornou um costume do local até que enfim se tornou algo cultural àquelas pessoas. Sabe-se que algo que passa a pertencer a uma cultura, tende a ser comum, aceitável e potencializado.
         Para Bíblia, devido a esse pecado grave (homossexualismo) veio o juízo de Deus por meio de um terremoto e a uma erupção vulcânica, causando uma chuva de enxofre e fogo. Ao que parece, sal e enxofre foram expelidos do solo para o ar, de tal maneira que, literalmente choveu enxofre e fogo da parte do Senhor sobre toda planície destruindo os habitantes, a fauna e a flora (Gn. 19.24).

Por que a maioria dos evangélicos não apóia a prática da homossexualidade?
         A postura contrária a homossexualidade por parte da maioria dos evangélicos é remoto, perpetuado nas páginas do Antigo Testamento e do Novo testamento. Existem três fatos que embasa essa posição: a destruição  de Sodoma e Gomorra, a lei mosaica e os ensinos do apostolo Paulo.
         A primeira fundamentação está na descrição da aniquilação das cidades já mencionadas. Embora existissem outros pecados, como idolatria, prosperidade/egoísta, o homossexualismo foi o que realmente pesou na balança para punição das cidades do Vale de Sidim.
         O segundo embasamento foi a lei que Deus ordenou aos israelitas, como um código de conduta. Não se sabe como, mas prática da homossexualidade perpassou a destruição de Sodoma e Gomorra. Nos dias de Moises essa prática era comum entre os cananeus, motivo que levou a determinação da expulsão e aniquilação dos habitantes de Canaã (Lv. 18.22-24).
         Com isso veio a lei da parte do Senhor que desaprovava a homossexualidade -  Não te deites com varão, como se deita com uma mulher; é coisa abominável (Lv. 18.22). Para que esse costume social, cultural iniciado em Sodoma e Gomorra, Deus instituiu um método cruel para desenraizar e desencorajar a prática entre os israelitas. Quem praticasse tal coisa morreria - Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles (Lv. 20.13). Contudo nem todos israelitas observou esse mandamento (Jz. 19.22; 1 Rs. 14.24).
         Já o terceiro fundamento contra o homossexualismo vem do apostolo Paulo e suas cartas especialmente a de romanos que condena explicitamente não só a homossexualidade, mas também o lesbianismo e a bissexualidade: 26  Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. 27  E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. 28  E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm (Rm 1. 26-28).
         No Império Romano era comum a homossexualidade, o lesbianismo e a bissexualidade (alguns imperadores eram homossexuais assumidos), comportamento comum entre os gregos. Aliás o Império fez somente um traslado, implante cultural. Os romanos aderiram a toda cultura dos gregos (helenismo), deuses, pensamentos, comportamentos, teologia, política, etc.
         Para finalizar o assunto, há muita conversa sobre os evangélicos e a homossexualidade. Geralmente os cristãos protestantes (tradicional, reformado, pentecostal, neopentecostal, etc.) são acusados de homo fóbicos. Homofobia é a aversão seguida de morte. Os evangélicos não saem por ai matando homossexuais. Pelo contrario, para os evangélicos eles são bem vindos às igrejas protestantes. Sua presença, sua entrada jamais será censurada aos cultos. Única coisa que não irá acontecer é se tornar parte da membrezia. Para que o seu nome faça parte do rol de membros da igreja evangélica, deve deixar a prática da homossexualidade.  

Provas Arqueológicas da existência de Sodoma e Gomorra
         Para muitos a história de Sodoma e Gomorra não passa de mito, lenda, epopéia hebraica, etc. Mas no século XX, uma ciência tem se tornado uma ferramenta importante para confirmação dos relatos bíblicos, sobre o Templo, a conquista  de Canaã pelos israelitas, do rei Davi, do Êxodo, etc.
         W. F. Albright renomado arqueólogo em 1924, iniciou ao sul do Mar Morto uma busca pelos resquícios de Sodoma e Gomorra. Durante esse objetivo Albright, encontrou ao leste do Mar Morto (Transjordânia) um sítio arqueológico chamado em árabe de Bad edh-Dhra (A Sodoma Bíblica). Nesta localidade constatou uma antiga comunidade bem fortificada, com construções, casas, ambientes ao ar livre, cemitérios e artefatos. Sinais de povoamento pertencente a Idade do Bronze Antigo (3150-2200 A.c). A falta de instrumentos adequados para exploração do sitio levou a desistência. 
         As escavações de Bad edh-Dhra começaram a ser efetuada por Paul Lapp em 1965 e 1967. Em 1973 Walter Rast e Thomas Schaub dera continuidade as atividades arqueológicas. Fora da cidade. Encontraram um grande cemitério. Somente um tumba comportava 250 pessoas sepultadas com uma riqueza de bens para sepulcros, pertinente a Era do Bronze Antigo. O cemitério revelou uma enorme deposito de cinzas. No inicio acreditaram que fogo que produziu as cinzas, começara de dentro para fora. Investigações futuras apontavam outro sentindo: o fogo havia começado do exterior para o interior.  O curioso que o incêndio veio do telhado que desabou em chamas (a bíblia relata que houve uma chuva de enxofre e fogo sobre Sodoma e Gomorra – Gn. 19.24).
         O geólogo Frederick Clapp, constatou vários depósitos de asfalto, petróleo e gás natural em Bad edh-Dhra. Sancionando o relato bíblico sobre o Vale de Sidim que estava abarrotado de poços de betume – piche (Gn. 14.10). Ele observou também a presença de cheiro forte de enxofre e abundancia de sal (Gn. 19. 24.28).
         Clapp afirmou que esses materiais de combustão foram expulsos da terra por pressão subterrânea causado provavelmente por um terremoto. Validando a descrição bíblica - “fogo e enxofre... caíram do céu... como a fumaça de uma fornalha” (Gn. 19. 24,28). Recentemente os geólogos David Neev e K. O. Emery, confirmam um forte terremoto (mais de 7 pontos na escala Richter) ocorrido num vale aberto onde se encontra hoje o Mar Morto. Esse terremoto incendiou frações de hidrocarbono escapado das reservas subterrâneas (chuva que destruiu Sodoma e Gomorra). Fato que ocorreu por volta de 2350 A.c, segundo os geólogos.
         Já na área da cidade se encontrava soterrada por uma camada de cinzas com vários metros de espessuras. O intenso calor queimou colunas e vigas, tijolos se tornaram vermelhos devido a alta temperatura do fogo.
         Num certo setor da cidade destruída pelo fogo, os arqueólogos encontraram algo super curioso. Um prédio que fora queimado, sob toneladas de tijolos em chamas. Um dos cômodos se encontrava protegidos pelas cinzas. Combinação perfeita para preservação de mais 5000 sementes de cevadas. A cevada era usada para fabricar pão e cerveja. Esses produtos indicam a prosperidade da região. Endoçando a denuncia, descrita pelo profeta Ezequiel de mais um pecado de Sodoma e suas irmãs (Gomorra, Admá, Zoar, Zeboim) - a fartura de pão (Ez. 16.49).    
  
L.R.S




A Tecnologia que leva o homem viver sem Deus e o seu poder

A prosperidade gerada pela Revolução Industrial proporcionou muito lucro e acúmulo financeiro, que estão sendo canalizados em pesquisas tecnológicas. Tecnologia que distancia o homem de Deus. Infeccionando diretamente o relacionamento do ser humano com o Criador. Conduzindo as pessoas viver sem fé e sem dependência de um Deus amoroso.

Tecnologia que dificulta a crença no sobrenatural

Recentemente (fevereiro 2012), o Jornal da Record exibiu uma serie de reportagens sobre o avanço tecnológico no mundo, que soluciona os problemas e as necessidades humanas. Conduzindo o homem ignorar a fé e o poder de Jesus Cristo. Acompanhem logo abaixo algumas dessas invenções tecnológicas.
Os japoneses inventaram um robô para auxiliar pessoas que sofreram AVC (Acidente Vascular Cerebral). Geralmente as pessoas que sofrem tal derrame (nome popular para o AVC) ficam com um lado do corpo paralisado. Os orientais criaram uma maquina (robô) que é adaptada ao lado do corpo que está paralisado. Com isso os movimentos perdidos são substituídos e realizados por esse robô, devolvendo ao lesado autonomia novamente para locomover.
            Já existe a anestesia computalizada. A pessoa nem sente que foi anestesiada, pois o computador libera pequenas doses da substância que vai atuando no local desejado, sem dor e sem agulha. Este método já é comum em vários consultórios dentário. Alimentando o grande sonho da humanidade: viver sem dor e sofrimento.
Aquele exame de endoscopia realizado por meio de um tubo óptico e iluminação, que às vezes incomodava bastante o paciente, já é coisa do passado. Hoje existe uma micro capsula com duas câmeras que tiram 36 fotos por segundo. A pessoa a engole como se fosse um comprimido que desce o aparelho digestivo registrando (por meio das fotos) todo o percurso até chegar ao estômago. Este processo simples elimina a questão invasiva e desconforto para o paciente que necessita deste exame. Percebe-se que as coisas estão evoluindo assustadoramente. Evolução tecnológica que tem um propósito único: substituir a fé em Deus por engenhocas tecnológicas. 

A Relação de Ricos e Pobres com a Tecnologia

Este avanço tecnológico está no alcance de poucos. Por enquanto somente os prósperos podem usufruí-la. Os ricos e poderosos tem condições de se apropriar destes benefícios para resolver seus problemas, que dependem das últimas novidades cientificas/tecnológicas para ser solucionados.
É sabido que uma pessoa adinheirada pouco depende de Deus (toda regra tem exceção). Ela confia muito mais no dinheiro, o qual possibilita algumas soluções de problemas, que para a maioria se torna impossível, por causa da ausência financeira abastarda. O dinheiro em excesso às vezes ocupa o lugar de Deus. Observe o que Jesus disse – Pois onde estiverem as suas riquezas, lá estará o seu coração. Vocês não podem servir a dois patrões (senhores). Porque vocês odiarão um e amarão o outro, ou serão fieis a um e desprezarão o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro (Nova Bíblia Viva – MT. 6. 21,24).
O dinheiro acaba substituindo a fé em Deus. Enquanto mais o tem acumulado (tesouro) mais se confia nele, mais o coração se apega a ele. Iludindo o homem a viver sem fé e sem Jesus.
Já as situações dos pobres são bem diferentes. Eles não têm dinheiro necessário para usufrui das recentes tecnologias, pois são pobres financeiramente. Mas por outro lado são riquíssimos – Ouçam-me, meus queridos irmãos: Deus escolheu gente pobre aos olhos do mundo para ser rica na fé, e o Reino do Céu lhe pertence, pois essa é a dádiva que Deus prometeu àqueles que o amam (Nova Bíblia Viva – Tg. 2. 5). Portanto há um antagonismo: ricos na fé e pobre em recursos financeiros e/ou ricos em dinheiro mais muito pobres na fé. Este contraste é verdadeiro e existente na sociedade e igualmente na Igreja de nosso Senhor Jesus. Evidentemente que toda regra tem exceção, mas neste caso a exceção é ainda mais rara – Eu lhes digo ainda: É mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus (Nova Bíblia Viva – Mt. 19.24).        

Tudo já foi Previsto

A Bíblia já havia antecipado sobre os dias em que vivemos atualmente. Isto  foi por volta de 536-530 a.C, no livro do profeta Daniel – Mas você, Daniel, guarde segredo sobre essa profecia. Deixe-a selada para que ela só seja entendida perto do fim dos tempos, quando haverá grande busca de conhecimento por todo o mundo! (Nova Bíblia Viva – Dn. 12.4) Observe esta outra versão do mesmo versículo - E tu, Daniel, guarda em silêncio as palavras, e lacre este livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra; e o conhecimento se multiplicará (Bíblia Alfarit – Dn 12.4).
Este trecho bíblico fala do aumento e multiplicação do conhecimento/ciência, tanto das profecias que o profeta estava anunciando quanto das pesquisas cientificas. O mundo está sendo bombardeado com tanto conhecimento tecnológico que faz do homem simplesmente um refém das tecnologias.

O Reino de Deus sofre por causa do mau uso das Tecnologias

Estas tecnologias de certa forma, afeta o aumento e o aperfeiçoamento do Reino dos Céus. Inúmeros evangélicos investem seu dinheiro em coisas fúteis e inúteis, deixando de aplicar na expansão das Boas Novas. Viciados em tecnologias compram tudo que vê pela frente. Mesmo que não venha usar! Desviam um dinheiro que poderia muito bem ser aplicado na Seara do Senhor, para investir em assinatura de TV acabo (que às vezes não usa) e outras bugigangas tecnológicas sem serventia, que serve só para ostentação.
Dinheiro que poderia ser utilizado em Missões, como satisfação financeira de programas de rádio e/ou TV. Por exemplo, a Rede Boas Novas do Amazonas (pertencente a Assembleia de Deus daquele estado), precisa de se adequar as normas do órgão controlador do estado até 2016. Ou seja, a Rede Boas Novas necessita investir em aparelhos e programação em Alta Definição (HD). Isto sim é um bom investimento em tecnologia. Cuja função é evangelizar e edificar a Igreja do Senhor...       

Avaliando Nossa a Fé

Após discorre sobre este assunto, chegamos ao momento crucial deste artigo: Como vai sua fé? Você já observou de como está a sua fé? Você tem procurado recursos tecnológicos e medicinais por qualquer coisinha? Se você tem mais esperança na Medicina e seus recursos do que no próprio Senhor Jesus: estas correndo um grande risco. Renuncie o que puder! Afaste do que puder! Mas resgate sua fé. Pois sem ela nunca veremos a Deus...


L.R.S


O ANTICRISTO E A DOUTRINA DO COMPARTILHAR


SHARE
    Blogger Comentarios
    Facebook Comentarios

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial